Mercado Digital

Web Analytics: O que é? Tudo o que você precisa saber

Seja você é uma agência de e-commerce, profissional de marketing, designer, TI, finanças e etc. todos tem como objetivo querer encontrar respostas de maneira ágil e que nos auxilie na tomada de decisão de nossas estratégias. Sem dúvidas não podemos deixar o web analytics de lado, se você ainda não conhece e quer entender como esse método pode te ajudar a melhorar na otimização das suas campanhas em seu site e estratégias de marketing, neste artigo você conhecerá os princípios e passos para começar a utilizar em seu negócio.

O que é web analytics?

Web analytics nada mais é do que a análise feita com base em dados quantitativos e qualitativos. Existe uma citação que se encaixa perfeitamente feita por Avinash Kaushik.

Web Analytics é a análise dos dados qualitativos e quantitativos de seu site e dos concorrentes, para conduzir uma melhoria contínua na experiência online de seus clientes e dos clientes em potencial, o que se traduz nos resultados que você deseja online e offline.

Só para reforçar, web analytics não é Google Analytics e vice e versa.

Qual a importância do Web Analytics?

Com diversos projetos no qual atuei na utilização do web analytics em conjunto com as estratégias de marketing digital, a metodologia ajuda a tomar decisões mais assertivas tanto na escolha dos canais tráfego de aquisição, quanto na melhoria da usabilidade do site para proporcionar uma melhor experiência e também uma comunicação mais eficiente com nossos clientes. Esses são os principais benefícios para você aplicar em seu negócio:

  • Melhora na performance das campanhas;

  • Aumento do ROI e fidelização dos clientes;

  • Ajuda a tomar decisões mais assertivas;

Como é o processo de web analytics

Para ter um processo eficiente de web analytics no seu negócio, é muito importante entender que os dados não irão falar o que você deve fazer, e sim terão um papel importante para que você desenvolva insights e um plano de ação, por isso podemos resumir o processo de web analytics nas seguintes etapas:

  • Alinhe as metas e objetivo do seu negócio;

  • Desenvolva um plano de mensuração;

  • Escolha suas ferramentas de web analytics;

  • Faça a implementação correta das suas ferramentas de web analytics;

  • Crie modelos de análises;

  • Faça a análise dos dados quantitativos e qualitativos;

Alinhando as metas e objetivo do seu negócio

Muito antes de sair implementando ferramentas em seu site, você em conjunto com a sua equipe deve fazer a definição das metas e objetivo do seu negócio, por exemplo:

Você é uma loja virtual, lançou um novo plano de assinatura e tem o objetivo de atingir um faturamento de R$ 70 mil no período de 12 meses para esse produto, com base nisso foi traçada as seguintes metas de faturamento de R$ 5.833,00 mês. Alinhando essa informação é hora de partir para outro tópico.

Seu plano de mensuração

Bom, nós temos metas e objetivo, isso irá facilitar no seu plano de mensuração que nada mais é do que a seleção das métricas e KPI’s para acompanhamento dos resultados. Por se tratar de um novo produto de assinatura, você poderá selecionar, por exemplo: quantidade de novos assinantes, ticket médio dos novos assinantes, dados demográficos dos assinantes, receita recorrente mensal e etc.

Claro, mas as métricas citadas acima são as que influenciam diretamente no fator macro do seu negócio, mas quem está no dia a dia das estratégias poderá escolher outras métricas, como receita por canal e taxa de conversão por canal.

Escolhendo sua ferramenta de web analytics

Existem diversas ferramentas de web analytics no mercado, tanto para análise quantitativa quanto qualitativa. A que eu mais aconselho e mais famosa também é o próprio Google Analytics.

Implementando suas ferramentas

Esse é um ponto que você deve ter muito cuidado, pois qualquer implementação incorreta pode acarretar na criação de dados poluídos e que acabam impactando na tomada de decisão das suas estratégias, por isso se tiver dificuldade você pode tanto selecionar uma agência de web analytics ou contratar um bom profissional que entenda do assunto. Caso você deseje fazer essa implementação de forma autônoma, utilize ferramentas como o Google Tag Manager.

Modelos de análises facilitando seu diagnóstico

A criação de modelos analíticos são muito importantes, pois eles evitam a famosa “pane de tela” que é quando acessamos um determinado relatório ou ferramenta, mas nem sequer sabemos o que queremos encontrar ali, por isso você pode adotar um processo simples, respondendo às seguintes perguntas, como:

  • No momento qual a sua dúvida?

Exemplo: Quero saber quais são os canais estão mais gerando vendas para o meu negócio.

  • Onde você encontra essa resposta?

Exemplo: Encontro no relatório de aquisição do Google Analytics.

  • No momento qual a sua dúvida?

Exemplo: Canal que apresenta maior resultado são as campanhas do Google Adwords e o que possui menor volume de vendas é o Facebook?

  • O que você fará com esse dado?

Exemplo: Irei direcionar mais investimentos para o Google Adwords?

Com essas simples respostas, você pode começar a ir modelando os seus relatórios para agilizar o seu tempo de trabalho quanto na agilidade de elaborar um plano de ação.

Minha regra é não entre no Google Analytics se você não tiver dúvidas e nem utilizará os dados para tomar uma decisão.

Fazendo as análises dos dados

É muito importante que as análises não são apenas criação de relatórios, e sim interpretação de informações para elaboração de um plano de ação. Também é legal de analisar os seus dados com base no que é apresentado no livro web analytics 2.0 que é o modelo Trinity que basicamente é o foco em três elementos críticos, sendo eles: experiência, comportamento e resultados.

Espero que esse conteúdo tenha te ajudado, qualquer dúvida, deixe o seu comentário.

Previous Post

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply