Browsing Category

Educação

Educação

20 Dicas de como passar em concurso

Ser aprovado em concursos públicos é o sonho de muitas pessoas, mas as vagas são muito concorridas e obter a nota de corte nas provas é um desafio. Deseja conquistar aprovação em qualquer concurso que prestar? Conheça as 20 dicas de como passar em concurso e realize o sonho de ser um profissional concursado com estabilidade e bom salário.

Dicas para conquistar a aprovação em qualquer concurso

O primeiro passo, para quem deseja prestar um concurso público é ler o edital completo, realizar sua inscrição no site de rateio de concursos e realizar um plano de estudos, além de se preparar com antecedência.

Selecionamos 20 dicas de como passar em concurso que são essenciais para sua preparação, confira:

  1.       Pense positivo, acredite que vai conseguir

Nossa mente é poderosa; portanto, se você estudou conscientemente e se preparou com antecedência, não deve ter medo e precisa dizer: eu posso entrar e vou conseguir, indiretamente, o que você faz com isso é ter confiança, uma das maneiras fundamentais de poder fazer um exame com sucesso.

  1.       Evite estudar na noite anterior ao exame

Se você estudar muito em cima da data do concurso, poderá sentir-se tenso no dia seguinte e acabar se confundindo, prejudicando o seu rendimento na prova.

  1.       Prepare suas coisas um dia antes

Evite o máximo possível de desordem e desorganização; portanto, liste tudo o que terá que usar no dia anterior e contribua para um melhor controle de si mesmo.

  1.       Evite emoções fortes horas antes do teste 

Evita problemas familiares, brigas e discussões sobre relacionamentos que causem estragos horas antes do teste. Tente sair para passear e fazer coisas que o deixem calmo, tire um dia de folga antes da prova.

  1.       Durma bem no dia anterior ao teste

Tente descansar corretamente, lembre-se de que um bom sono reparador ajuda a ter uma mente clara.

  1.       Cuide da sua dieta um dia antes

Coma e jante com moderação um dia antes do exame. Tente não consumir refeições pesadas ou bebidas que possam causar uma reação negativa ao seu corpo.

  1.       Depois de acordar, faça uma leve atividade física

De manhã e antes de ir para o local onde você fará a prova, faça algum tipo de exercício que contribua para o relaxamento muscular, para que os músculos do pescoço, braços e pernas relaxem e você também sinta leve.

  1.       Não fique nervoso quando tiver o exame em mãos, respire fundo e relaxe

Relaxar é a melhor maneira de fazer um bom exame. Respire fundo e evite ficar nervoso, o que pode levar a erros e desperdiçar seu tempo.

  1.     Seja estratégico

Tente começar a responder às perguntas mais fáceis e depois resolva as mais difíceis.

  1.   Tenha muito cuidado ao responder a uma pergunta que você não tem 100% de certeza

Isso evitará que você perca mais pontos ao escolher a resposta errada. Leia a questão com atenção e comece eliminando as opções que fazem menos sentido.

  1.   Invista de um a dois minutos no seu tempo para responder a uma pergunta

É importante otimizar o tempo em que realiza a prova. Uma dica é realizar provas anteriores e cronometrar o tempo por questão.

  1.   Não deixe a folha de respostas para os minutos finais

Tente marcar sempre as respostas assim que resolvê-las ou ao ter certeza delas, para evitar o desperdício de tempo e que não consiga preencher o gabarito completo.

  1.   Marque as questões a que falta responder com um círculo grande

Assim, você evitará perder tempo procurando as respostas que faltam, uma a uma.

  1.   Leia cada pergunta cuidadosamente e tente respondê-la antes de olhar as opções de resposta

Se a resposta for a que você pensou, marque-a. Isso também ajuda a evitar confusões que causam mais dúvidas.

  1.   Leia com atenção todas as opções de resposta antes de selecionar

Não selecione sem ter uma boa explicação ou lógica.

  1.   Evite ficar apagando os rascunhos

São disponibilizadas folhas rascunho, portanto, use-as e se não tiver use os espaços em branco da prova, isso evita que perca tempo apagando a folha.

  1.   Não desanime diante das questões difíceis ou temas que desconhece

Nunca perca a confiança de que as respostas aparecerão a qualquer momento e serão positivas até o último minuto do exame.

  1.   Não se desespere se uma operação matemática ou química não sair

Respire fundo, relaxe e tente novamente. Leia esse tipo de questão com atenção e anote os dados do problema, isso ajudará a resumir o enunciado e evitar confusão.

  1.   Revise suas respostas antes de enviar o exame.
  2.   Por último, mas não menos importante.

Refaça as provas de concursos anteriores, a fim de se familiarizar com a aplicação das mesmas e saber o que precisa melhorar. Essas dicas são essenciais para ajudá-lo a ser aprovado em qualquer concurso, mas lembre-se de se preparar com antecedência, não deixe os estudos para o último mês, por exemplo.

 

Educação

Fatores psicológicos que contribuem para disfunção sexual masculina

Problemas relacionados ao desempenho sexual podem acontecer em determinados momentos da vida de uma pessoa, mas existem fatores específicos que contribuem para tal. Uma das principais causas da impotência sexual são os fatores psicológicos.

Confiram a seguir quais os fatores psicológicos que contribuem para disfunção sexual masculina.

 

Quais os fatores psicológicos interferem no desempenho sexual?

As principais causas de disfunção erétil relacionadas a fatores psicológicos são:

Emocional: estilo de atribuição no relacionamento

Um problema ou situação sempre tem uma interpretação particular, na medida em que o homem, a mulher ou seu respectivo parceiro dão uma explicação do que aconteceu.

 

Por sua vez, essa explicação depende da emoção associada (angústia, tristeza, raiva, ansiedade) e, assim, uma solução é gerada ou um comportamento disfuncional é perpetuado. Ou seja, quando passamos por situações conflitantes em relacionamentos, as atribuições de culpa, sentimentos e outros, podem acabar influenciando no desempenho sexual.

Expectativas de eficiência

Este ponto é fundamental. O que uma pessoa e seu parceiro esperam de seu desempenho sexual? Se a expectativa é alta, irreal ou baseada em crenças falsas, a vulnerabilidade à disfunção é muito maior.

Distração cognitiva e foco de atenção

Em grande parte, a disfunção sexual é um tipo de distúrbio da atenção. Em vez de manter a concentração no prazer, a pessoa se concentra em seu desempenho mecânico genital, por exemplo. E é assim que ele bloqueia sua própria função sexual.  Portanto, é necessário avaliar sistematicamente o conteúdo dos pensamentos que os pacientes relatam durante a atividade sexual.

 

Ansiedade e humor baixo

Dada a relação entre ansiedade sexual e disfunção erétil, devemos avaliar a ansiedade antecipatória e a que ocorre durante o ato erótico. Por outro lado, pesquisas sugerem que o humor baixo está fortemente associado ao funcionamento sexual de homens e mulheres.

Comorbidades psicológicas

Alguns distúrbios psicológicos, em particular, têm uma relação direta com os distúrbios da vida sexual: estresse, depressão, transtornos de ansiedade, transtorno de estresse pós-traumático.

 

Os quais devem ser avaliados com questionários específicos e, se necessário, abordados em primeira fase do processo de tratamento. Também é importante considerar o papel dos antidepressivos e ansiolíticos como fatores que contribuem para a disfunção sexual. Além disso, podem estar associados ao uso e abuso de álcool, nicotina e outras drogas.

 

Conheça os cursos gratuitos online da FBV Cursos

Tratamento para disfunção erétil relacionada a fatores psicológicos

 

De todos os modelos de intervenção psicológica, a terapia cognitivo-comportamental é a que demonstrou o gerenciamento de técnicas eficazes que tratam especificamente desses fatores psicológicos, dentro de um breve modelo de psicoterapia.

 

De qualquer modo, nesse caso é preciso contatar o seu médico para diagnóstico e tratamento indicado.

Educação

Como melhorar seu português

Falar é geralmente a fraqueza número 1 para todos os alunos que querem falar bem o português.

Esta é uma questão comum entre quem está estudando idiomas em toda a parte.

A razão para isso é óbvia: quando os alunos de línguas começam a aprender uma língua, eles geralmente começam com a leitura.

Eles leem artigos, livros, informações sobre aplicativos e assim por diante. Se eles fazem uma aula, eles gastam 20% de seu tempo repetindo palavras, e 80% do tempo lendo o livro, fazendo trabalhos de casa ou apenas ouvindo um professor.

Então, se você passar a maior parte do seu tempo lendo em vez de falar, você pode ficar melhor na leitura, mas suas habilidades de fala nunca crescem. Ficas melhor naquilo em que te concentras.

Então, se você quer melhorar suas habilidades de fala, você precisa gastar mais do seu tempo de estudo em falar. Aqui estão cinco dicas para ajudá-lo a começar:

Leia em voz alta

Se estás a ouvir uma lição e a ler, lê em voz alta.

Então releia e acelere o seu ritmo.

Faz isto vezes sem conta até falares mais depressa. Tente o seu melhor para pronunciar as palavras corretamente, mas não fique obcecado com isso. Leia rapidamente, coloque alguma inflexão nas frases. Ler em voz alta ajuda a treinar os músculos de sua boca e diafragma para produzir palavras e sons desconhecidos.

Prepare as coisas para dizer antes do tempo

Como você pode saber por experiência, a maioria dos alunos ficam sem nada para dizer.

Mas, se você preparar linhas antes do tempo, você não estará sem palavras em conversas. Isso vai ajudá-lo não só a aprender a dizer as palavras, mas como dizê-las no contexto certo. Uma boa maneira de se preparar antes das conversas é com a nossa série Top 25 perguntas, que lhe ensina como fazer as perguntas mais comuns de conversação, e como respondê-las, em português.

Você também pode melhorar sua gramática e também sua capacidade de fazer redação através de sites específicos.

Repita os diálogos enquanto os ouve

Repetir os diálogos é uma ferramenta extremamente útil para aumentar a fluência, bem como melhorar o seu sotaque e capacidade de ser compreendido.

Também ajuda a criar todas as conexões neurais em seu cérebro para produzir essas palavras e frases de forma rápida e precisa, sem ter que pensar sobre isso.

Além disso, como mencionado acima, ajuda também a desenvolver a memória muscular em todas as partes físicas responsáveis pela produção desses sons.

Dependendo do que são as suas línguas primárias e alvo, é muito provável que haja muitos sons que a sua boca não está habituada a produzir. Esta técnica pode ser feita, por exemplo, quando assistir programas de TV ou filmes ou ouvir música.

Cada uma das nossas lições começa com um diálogo. Tente seguir a conversa linha a linha, e você estará dominando em pouco tempo.

Não tenha medo de cometer erros

Talvez, ficasse surpreendido com quantas pessoas tentam evitar falar!

Quanto mais você fala, mais rápido você aprende – e é por isso que você está aprendendo português. Pratique falar sempre que puder: seja pedir café, fazer compras ou pedir indicações.

criança brincando no chao da sala
Educação

10 dicas para prevenir acidentes domésticos com crianças

Toda criança que brinca, corre pela casa ou faz qualquer outra atividade está correndo o risco de se machucar, isso faz parte da infância. Por isso, é que elas devem ficar sob a observação de uma pessoa adulta para evitar acidentes domésticos.

No entanto, todo cuidado é pouco e para garantir a segurança dos pequenos você precisa seguir algumas dicas para prevenir acidentes domésticos.

As 10 melhores dicas para prevenir acidentes domésticos com crianças

Selecionamos abaixo algumas medidas de segurança que você deve começar a aplicar na sua residência para evitar acidentes com os seus filhos.

Tenha cuidado com os produtos de limpeza

A primeira dica para evitar acidentes em casa é tomar cuidado com os produtos de limpeza, algumas pessoas costumam guardar esses produtos em garrafas pet de refrigerante.

O problema é que essas garrafas são atraentes e chamam a atenção das crianças. Portanto, deixe os produtos nas embalagens originais e guarde em local de difícil acesso para que o seu filho não alcance.

Assim você estará evitando problemas de intoxicação grave que podem levar a morte.

Cuidado com as panelas

Uma das principais dicas para prevenir acidentes domésticos com crianças é tomar cuidado com as panelas. Quando estiver cozinhando tenha cuidado e deixe sempre os cabos das panelas virados para dentro do fogão.

Assim você estará evitando que a criança ou alguém esbarre na panela quente e provoque um acidente.

Deixe os fios da tomada escondidos

Sempre deixe os fios de tomadas ou extensões escondidas para evitar um problema sério de choque elétrico. Normalmente as crianças pequenas costumam colocar coisas dentro da boca para ficar mordendo e se um fio estiver aparente, ele pode ser uma opção.

Por esse motivo é que você deve esconder bem os fios para evitar que elas coloquem na boca.

Nunca deixe a criança sozinha no carrinho

Para evitar quedas ou qualquer outro problema é muito importante que você nunca deixe o seu filho dentro do carrinho de bebê sem a supervisão de um adulto. Além disso, evite pendurar objetos pesados para que o carrinho não vire com a criança dentro e sempre observe se os freios estão funcionando bem.

Tenha atenção nos berços e cercadinhos

Da mesma maneira, jamais deixe a criança sozinha dentro do cercadinho ou berço, a menos que ela esteja dormindo. Além disso, não troque o colchão por outro que não seja recomendado pelo fabricante. Essas medidas de segurança são fundamentais para evitar pequenos acidentes domésticos ou situações graves.

Leia o manual

É muito importante que você antes de usar qualquer produto que comprou para o seu filho leia primeiro o manual. Após essa leitura, você saberá todas as medidas de segurança que devem ser seguidas e deixe o manual guardado para quando precisar novamente.

Cadeirinha de alimentação

Se você vai usar a cadeirinha de alimentação é importante sempre utilizar o cinto de segurança na criança, além de verificar o peso máximo que ela suporta. E também não deixe o seu filho sozinho na cadeira mesmo que ele fique sentado.

Use os equipamentos corretos para bicicleta e skate

Se o seu filho gosta de andar de bicicleta ou de skate é fundamental que ele esteja sempre utilizando os equipamentos de segurança como capacete, joelheiras e cotoveleiras.

Só use produtos seguros e certificados

Qualquer produto que você comprar para a criança, seja um brinquedo ou qualquer outro é importante que esse objeto seja certificado com selo do Inmetro.

Esse selo indica que o produto está dentro das normas de qualidade e segurança e podem evitar acidentes.

duas crianças brincando na piscina

Cuidado com piscinas

Se você está pensando em fazer uma piscina ou já tem uma em casa é fundamental tomar cuidado extra com as crianças. A recomendação é instalar grades de proteção para evitar que a criança tenha acesso a ela quando estiver sozinha.

Além disso, sempre observe se o ralo da piscina está bem fechado para que a criança não corra o risco de prender os cabelos, o que pode provocar um acidente grave.

Gostou deste artigo? Essas dicas para prevenir acidentes domésticos com crianças devem ser seguidas, pois como sabemos as crianças são imprevisíveis e podem fazer coisas que colocam a sua integridade física em perigo. Para ler mais sobre este assunto, acesse Acidentes domésticos com crianças.

E se você está em busca de uma casa numa região segura e tranquila para viver com sua família, a imobiliária Fazenda Rio Grande pode te ajudar. Com inúmeras opções de imóveis, certamente você irá encontrar a casa ideal para ver os seus filhos crescerem com segurança.