Emergências Médicas Nos Prontos-Socorros
Saúde

As 6 Principais Emergências Médicas Nos Pronto-Socorros

Como o próprio nome já diz, um imprevisto pode acontecer com qualquer pessoa, em qualquer hora e lugar, sem a menor cerimônia ou aviso prévio. A depender do tipo e gravidade do ocorrido, pode até mesmo ser fatal e procurar uma unidade de emergência médica deve ser o primeiro procedimento a ser feito.

Quem tem filhos sabe bem do que estamos falando. Uma simples e inocente brincadeira pode se tornar uma grande dor de cabeça e motivo de correria entre a família. Todo o cuidado é pouco e é preciso ficar de olhos sempre abertos quando se tem os pequenos por perto.

Aliás, você sabia que a maior parte dos acidentes acontece dentro de casa? É verdade. Seja com crianças, adultos ou idosos, o menor descuido pode ser estopim para algo mais grave. Confira agora uma lista com as 6 principais emergências médicas e prontos-socorros em todo o mundo.

1 – Dores de dente

Quem já passou por esse tipo de situação sabe o quanto uma dor de dente pode ser absolutamente incapacitante em alguns casos, a depender da causa e gravidade. Na maioria dos casos, quando o paciente chega em um quadro do tipo ao pronto-socorro, medidas para aliviar a dor são tomadas até a consulta com um médico dentista.

2 – Feridas cortantes

Cortes com facas, vidros ou objetos cortantes são frequentes nas salas de emergência. O procedimento consiste em cessar o sangramento e higienizar adequadamente para evitar o risco de infecção. Quando o corte é muito profundo é necessário fechar a ferida, seja com sutura, cola, grampos ou fita adesiva.

3 – Infecções das vias aéreas superiores

Febre, congestão nasal, coriza e tosse são alguns dos sintomas bastante incômodos que podem ocorrer nestes casos. Desde um simples resfriado a uma pneumonia, consultar um otorrinolaringologista para identificar a causa e prescrever o tratamento adequado é fundamental para evitar o agravamento do quadro.

4 – Infecções do trato urinário

Geralmente com sintomas de dor intensa, o tratamento consiste no uso de antibióticos controlados para tratar a infecção, e, em alguns casos, pode ser necessária medicação para alívio da dor. Normalmente uma melhora significativa é notada em poucos dias.

5 – Dor lombar

A realização de esforço excessivo, desgaste do dia a dia, movimentos repetitivos ou levantamento de peso de forma errada pode ocasionar em dor lombar. O alívio costuma ocorrer com a prescrição de anti-inflamatórios ou opioides em casos de dor extremamente intensa.

6 – Cefaleias

As dores de cabeça fazem parte da rotina do trabalhador urbano, já que geralmente está ligada com situações de grande tensão ou estresse. No geral, é prescrito somente um remédio para alívio da dor, no entanto, em casos persistentes, pode ser necessário a realização de uma tomografia para investigar a fundo.

Estes são apenas alguns exemplos de uma extensa lista que faz parte de quem trabalha no ambiente hospitalar. Vale sempre reforçar que com saúde não se brinca e que ao menor sintoma um médico deve ser procurado, já que pode ser indício de doenças mais graves. Mantenha seus exames em dia e visite um médico regularmente.

 

Previous Post

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply