Uncategorized

Como aumentar a produção de testosterona

A testosterona é um importante hormônio masculino que possui diversos benefícios para homem, desde o desenvolvimento físico, características, até a libido sexual. Mas, após os trinta anos é comum ocorrer a diminuição na produção do mesmo, porém, existem maneiras de estimular e realizar a reposição e aumento na produção desse hormônio.

Confira neste artigo a importância da testosterona e como aumentar os seus níveis de produção naturalmente.

Importância da testosterona

  • Melhora o crescimento e a força muscular: A testosterona é um hormônio anabólico, portanto, é importante para ganhar massa muscular.
  • Melhora o desempenho sexual, pois aumenta a libido e melhora as relações sexuais.
  • Quando os níveis de testosterona diminuem muito, a impotência pode ocorrer.
  • Previne doenças cardiovasculares: baixos níveis de testosterona estão associados ao desenvolvimento de doenças cardiovasculares.
  • Bons níveis de testosterona estão associados à diminuição do colesterol total e ao controle dos níveis de açúcar no sangue.
  • Ela fornece mais energia e vitalidade: a testosterona ajuda a reduzir a fadiga, por isso os homens são mais ativos e energéticos.
  • Além disso, manter os níveis de testosterona em valores normais, retarda o envelhecimento precoce e andropausa.
  • Controla os níveis de gordura corporal, se a testosterona diminui, tende a produzir um aumento da gordura corporal, já que diminui a massa muscular e a força.
  • A testosterona, ao contrário do que muitos pensam, melhora o humor.
  • Quando a testosterona é elevada, causa uma sensação de bem-estar, gerando autoconfiança e mantendo a auto-estima.

Algumas pessoas optam por utilizar produtos, como o gel macho macho, para melhorar a libido e desempenho, mas incluindo alguns alimentos que auxiliam na produção da testosterona é possível conseguir esse e outros benefícios.

Alimentos que aumentam a testosterona

  1. Ostras

As ostras são consideradas afrodisíacas por excelência. Elas têm um alto teor de zinco que aumenta a síntese de testosterona e espermatozóides.

O zinco é necessário para a síntese de dois hormônios sexuais fundamentais, como a prolactina e a testosterona, e também na formação do sêmen. Também melhora o sistema imunológico e inibe a enzima aromatase, responsável pela produção de estrogênio que diminui e converte a testosterona.

Outros alimentos ricos em zinco e selênio, ótimos antioxidantes, são abacates, nozes, laticínios e frutos do mar, pois também ajudam a aumentar os níveis de testosterona e a produção de espermatozóides.

  1. Proteínas

Para produzir testosterona é importante incorporar proteínas de origem animal na dieta, como carnes magras, ovos, atum e outros peixes..

Uma dieta com muitos carboidratos, principalmente o açúcar refinado, tende a diminuir os níveis de testosterona nos homens. Obviamente, a carne vermelha não deve ser exagerada, devido ao seu alto teor de gorduras saturadas ou ovos com alto teor de colesterol.

  1. Ovos

Os ovos são benéficos para manter a saúde do sistema nervoso e mantê-lo livre de estresse, o que afeta seu desempenho sexual.

Isso ocorre porque eles têm grandes quantidades de vitamina B, o que diminui a ansiedade e permite um maior relaxamento, portanto, melhora o desempenho sexual, mas também fornecem proteínas e colesterol de boa qualidade, importantes para produção de testosterona.

  1. Fígado bovino

Aumenta a produção de espermatozóides, também fornece grandes quantidades de vitamina A, melhora o desempenho sexual e a produção de testosterona.

  1. Peixe

Rico em ácidos graxos ômega-3 e ômega-6, reduz a produção de uma globulina (SHBG) que se liga à testosterona, deixando menos testosterona livre.

Sardinhas frescas, cavala, atum, salmão e truta são uma excelente fonte de ácidos graxos ômega.

O ômega-3 diminui a viscosidade do fluxo sanguíneo, por isso é essencial melhorar a ereção, além de ajudar a regular e aumentar os níveis de testosterona.

  1. Abacates, nozes e sementes

Com a idade a testosterona ocorre a diminuição na produção do hormônio.

Para neutralizar este efeito, alimentos ricos em beta-sitosterol , um esterol ou gordura à base de vegetais, são ideais .

O beta-sitosterol tem uma estrutura química semelhante ao colesterol que inibe a 5-alfa-redutase, que é precisamente a enzima que degrada a testosterona em diidrotestosterona.

Alimentos ricos em beta-sitosterol são abacates, nozes, amendoim, sementes de abóbora e girassol, ajudam a manter e estimular os níveis de testosterona.

Com uma dieta equilibrada e rica em nutrientes, associadas aos exercícios físicos é possível obter ótimos resultados.

Previous Post Next Post

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply